Obra de Misericórdia não é ação social!


Nosso Senhor por sua bondade infinita concedeu a nossa comunidade dentro nosso carisma de propagar Seu desejo pela Salvação das Almas de vivermos a plenitude da caridade. Viver essa plenitude vai muito além do que um simples entendimento que tem hoje, dar comida para os irmãos de rua, vesti-los ou tantas outras formas que hoje o mundo vê como obras sociais. O que nós buscamos viver é Amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a ti mesmo, é buscai as coisas do alto e tudo mais vos será acrescentado, é em tudo o que fazemos, amar a Deus.


Dentro disso, um dos apostolados da nossa comunidade é o acolhimento aos irmãos de rua aqui na nossa casa de missão, onde fazem a sua experiência de resgate da dignidade de filho de Deus através de um banho, troca de roupas e alimento e ainda e as missões de rua.


A igreja ensina que as obras de misericórdia nos ajuda na transformação do nosso Homem Velho no Homem Novo e assim transformando os irmãos em Homens novos renovados fisicamente e espiritualmente.


As obras de misericórdia são as ações caritativas pelas quais socorremos o próximo em suas necessidades corporais e espirituais. Instruir, aconselhar, consolar são obras de misericórdia espiritual, como também perdoar e suportar com paciência. As obras de misericórdia corporal consistem sobretudo em dar de comer a quem tem fome, dar de beber a quem em sede, dar moradia aos desabrigados, vestir os maltrapilhos, visitar os doentes e prisioneiros, sepultar os mortos. Dentre esses gestos de misericórdia, a esmola dada aos pobres é um dos principais testemunhos da caridade fraterna. É também uma prática de justiça que agrada a Deus.

Quem tiver duas túnicas, reparta-as com aquele que não tem, e quem tiver o que comer, faça o mesmo (Lc 3,11). Dai o que tendes em esmola, e tudo ficará puro para vós (Lc 11,41). Se um irmão ou uma irmã não tiverem o que vestir e lhes faltar o necessário para a substância de cada dia, e alguém dentre vós lhes disser: ‘Ide em paz, aquecei-vos e saciai-vos’, e não lhes der o necessário para sua manutenção, que proveito haverá nisso?.

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - PARÁGRAFO 2447


Diante desta beleza que Nosso Senhor nos ensinou e nos chama a viver a cada dia não só com os irmãos de rua, mas com todos em qualquer necessidade, pois nosso objetivo é que todos façam uma experiência com Deus e o conheçam e se deixem ser cuidados e amados por ele e assim mudando de vida alcancem a Vida Eterna.


Por: Comunidade Missionária Dai-me Almas

5 visualizações0 comentário