Santa Teresinha do Menino Jesus 

Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face nasceu no dia 2 de janeiro de 1873, em Alençon (França), e morreu no dia 30 de setembro de 1897, aos 24 anos, decorrente de uma Tuberculose. De família modesta e temente a Deus, seus pais São Luís e Santa Zélia Martin, tiveram oito filhos antes da caçula Teresa. Quatro morreram com pouca idade, restando quatro irmãs da santa: Maria, Paulina, Leônia e Celina.Tomada de um ardente amor por Deus, ainda jovem, ela decidiu seguir o caminho das irmãs e entrar para o Carmelo. Por ter apenas 15 anos, foi necessário pedir uma autorização ao Papa (Naquela época Leão XIII) para ingressar na ordem, e assim ela o fez. 


Teresinha baseou a sua vida em viver a plenitude do amor, pois descobriu que essa era a sua vocação. Oferecia todos os seus gestos, pensamentos e mortificações, por amor a Deus. A santa entendeu na profundidade da sua alma, que a verdadeira caridade era amar o próximo por causa de Deus, e não pela pessoa. Assim, suportava os defeitos e as dificuldades das suas irmãs religiosas. Ela diz, em seus escritos “História de uma alma”, que uma das 

 

Por Com. Dai-me Almas

suas irmãs do Carmelo, que denominava como uma pessoa desagradável, perguntou-lhe porque ela sempre sorria quando a olhava, e respondeu-lhe: “Ah! o que me atraía, era Jesus escondido no fundo de sua alma... Jesus que torna doce o que há de mais amargo...”. 


O desejo do coração de Teresinha era ter sido missionária “desde a criação do mundo até a consumação dos séculos”. Esse desejo não foi atendido, mas foi proclamada padroeira dos missionários e lá do céu cultiva as missões que não pôde fazer aqui na terra. Entender a grandiosidade da alma de Santa Teresinha, que se enxergou como um brinquedo nas mãos do menino Jesus, não é fácil para nenhum de nós, mas a igreja entendeu a grandiosidade de sua “pequenez” e a importância da sua doutrina de vida chamada de: Infância espiritual, por isso foi nomeada doutora da igreja.


A sua beatificação ocorreu em 1923, à canonização em 1925 e foi declarada “Patrona Universal das Missões Católicas” em 1927, pelo Papa Pio XI. E em 19 de outubro de 1997, o Papa São João Paulo II proclamou Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face doutora da Igreja.

Fonte:

https://padrepauloricardo.org/episodios/a-historia-de-uma-alma

https://padrepauloricardo.org/episodios/memoria-de-santa-teresinha-do-menino-jesus-e-da-sagrada-face

  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

© 2023 Designed By Comunidade Missionária Dai-me Almas . Da Mihi Animas Cetera Tolle