São João Bosco

Por Com. Dai-me Almas

 

São João Bosco (João Melchior Bosco) é o Patrono da Comunidade Missionária Dai-me Almas. Dom Bosco nasceu no dia 16 de agosto de 1815, em uma comuna italiana chamada Colle dos Becchi, na Itália, perto da cidade de Castelnuovo de Asti, que hoje é chamada Castelnuevo Dom Bosco em homenagem ao santo. Ele foi um homem muito místico e é conhecido pelos seus sonhos e suas visões proféticas, além disso, foi um grande confessor educador, pai espiritual e fundador da Congregação Salesiana. O amor dele pela Igreja, pela Virgem Maria, por Jesus Eucarístico e pela Juventude, é o que nos leva a compreender o carinho de Deus com a Comunidade, em nos entregar como pai espiritual esse grande Santo.

De família pobre, o pequeno João foi criado por sua mãe Margarida, pois aos dois anos de idade ele e seu irmão mais velho ficaram órfãos de pai. Sua mãe era analfabeta e junto com o filho mais velho tinha que sustentar a casa com o trabalho na roça.

Desde cedo ele foi instruído na fé por sua mãe, uma mulher de oração e discernimento. Aos nove anos, João Bosco teve um sonho nele muitos jovens brincavam alegres, corriam e alguns se desentendiam e falavam palavrões.

João pediu a estes, que não brigassem nem falassem blasfêmias, mas não foi atendido e partiu para cima deles com socos e pontapés, e a briga foi generalizada. Em meio a tudo isso, Jesus se aproximou de João e disse: “Não será com pancadarias que transformarás esses jovens em amigos. Trata-os com bondade! Mostra-lhes quão bela é a virtude e quão desprezível é o vício” o pequeno João responde que não consegue fazer o que está sendo pedido. Mas Jesus diz que com obediência e estudo ele conseguiria e apresenta a ele a sua Mãe para auxilia-lo nessa tarefa, ela pede a João que olhe ao seu redor e ele vê ursos, lobos e outros animais ferozes. Ela pede então que ele se aproxime dos lobos, e ele se nega, até que ele olha novamente e as feraz se tornaram cordeiros, e então ela diz que a missão dele será conduzir os jovens até Deus.

Naquela época ele não entendeu o que Deus queria através daquele sonho, mas já na infância sentiu o desejo de se tornar sacerdote e dizia: “Quando crescer quero ser padre para cuidar dos meninos. Todo menino é bom; se há meninos maus é porque não há quem cuide deles.” Aos 18 anos, ele compreendeu que Deus queria que ele se entregasse a evangelização dos jovens. Em 1835 com 20 anos, entrou para o seminário e seis anos depois tornou-se padre em 5 de junho de 1841. Logo começou seu trabalho com meninos de rua, evangelizando-os e ensinando a eles uma profissão.

Dom Bosco era um homem de oração e profunda intimidade com o Senhor e em tudo foi conduzido por ele. Quando fundou o Oratório de São Francisco Sales e acolheu os meninos foi perseguido e taxado como louco, mas nada podia parar a vontade de Deus que gritava em seu coração. “Prometi a Deus que até meu último suspiro seria para os jovens.”

A estratégia de Dom Bosco, era fazer com que os jovens vivenciassem a frequência aos sacramentos e tivessem uma ardente devoção a Nossa Senhora. No sacramento da confissão, ele pacificava as consciências, infundia confiança nas almas e as conduzia a Deus. Bela descrição dessas confissões nos faz Huysmans, escritor católico do séc. XIX: “Nosso Santo, trazendo no semblante a bonomia de um velho vigário do interior, puxava para perto de si o menino que tinha terminado o exame de consciência e, tomando-o pelo pescoço, envolvia-o com o braço esquerdo e fazia o pequeno penitente apoiar a cabeça no seu coração. Não era mais o juiz. Era o pai que ajudava os filhos, na confissão tantas vezes penosa das faltas mais pequeninas.” Por meio da comunhão frequente queria São João Bosco fortificar a alma dos jovens contra as investidas infernais.

A Primeira Comunhão deveria ser feita o mais cedo possível: “Quando um menino sabe distinguir entre o pão comum e o Pão Eucarístico, quando se acha suficientemente instruído, não é preciso olhar para a idade. Venha logo o Rei do Céu reinar nessa alma”. Os sonhos que o fizeram tão conhecido eram objeto de desconfiança do santo. Ele não acreditava neles, mas depois de acompanhamento espiritual com diretor ele o assegurou que os sonhos eram um desígnio de Deus, mas ele continuou com o pé atrás. Até que um dia, em um dos seus sonhos, viu um aluno do seu oratório morto, quando o menino faleceu e o velório foi como ele tinha sonhado, ele passou a acreditar e a contar os seus sonhos para os meninos.

Dom Bosco fundou em 1872 o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, que teriam a missão de cuidar das meninas. A obra partiu de Maria Domingas Mazzarello, e sua amiga Petrolina. Vendo o trabalho delas Dom Bosco decidiu unir-se e criar o instituto. A obra, em conjunto com o Oratório São Francisco de Sales, socorreu milhares de meninas carentes e proporcionaram formas de educação, aprendizado profissional e evangelização.

Em 31 de janeiro de 1888, tendo se desgastado por amor a Deus e pela salvação das almas, ele partiu aos 72 anos. Deixou a Congregação Salesiana espalhada por vários países. Logo sua fama de taumaturgo (intercessor de milagres), de educador da juventude, de defensor da Igreja Católica e de apóstolo da Virgem Auxiliadora se espalhou pelo mundo. O Papa Pio XI, que era amigo de Dom Bosco, canonizou-o na Páscoa de 1934 e consagrou sua celebração anual no dia 31 de Janeiro.

“O que somos é presente de Deus; no que nos transformamos é o nosso presente a Ele.”

Fontes:

https://padrepauloricardo.org/episodios/dom-bosco-e-as-tres-alvuras-da-fe-catolica

https://padrepauloricardo.org/episodios/memoria-de-sao-joao-bosco-presbitero-mmxviii

https://santo.cancaonova.com/santo/sao-joao-bosco-um-homem-voltado-para-o-ceu/

http://cruzterrasanta.com.br/historia-de-dom-bosco/6/102/

http://www.boletimsalesiano.org.br/index.php/salesianidade/item/6936-dom-bosco-historia-e-carisma

https://www.youtube.com/watch?v=8x3zdam1nmo

https://www.youtube.com/watch?v=wq260a9-VW0

https://www.youtube.com/watch?v=_OKeG35viGw

  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

© 2023 Designed By Comunidade Missionária Dai-me Almas . Da Mihi Animas Cetera Tolle